venha seguir esse espaço! clik aqui!

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Não entendo a causa do desamor

  "Não entendo a causa do desamor"
 
 
 
 
 
 
Não entendo a causa do desamor”.
 
 Hoje falando com uma pessoa sobre relacionamentos, algo alvo e bem perspicaz me atingiu.
  A questão em voga era: “por que algumas pessoas não se encontram afetivamente ou, apenas, em
casos desiguais e dificultosos?”  Bem, a questão não é tão.... Digamos que, simplória. Há casos que,
pessoas buscam seu par, em lugares nada apreciáveis, contrário a Palavra de Deus. No entanto, essa
estava com a justaposição de encontrar pessoas de péssima índole naquilo que, chamam lugar de
cristãos e pessoas que, promulgam a mesma fé. Isso não é de espantar, pois o lugar chamado igreja,
antes de tudo é um lugar terapêutico e sempre haverá desencontros e ou, pior, encontros com
qualquer tipo de pessoa. Não é a geografia que, diagnostica o ser, mas o ser diagnosticado sem,
referências de onde “pisa”, existe e aspira... Esse de fato, está imbuído de algumas patologias que,
podem resvalar na área sentimental, pondo tudo a perder.  Mas a questão que fica não é: “Não vos
prendais em julgo desigual...” Segundo diz a Bíblia sagrada? Sim, de fato o é! Porém, a mesma
afirma uma série de pré-condições para assegurarmos de quem estamos lidando. Veja bem, o
próprio Cristo afirma – “Nem todo aquele que me diz Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus!” Se
isso é um fato, por que, alguns que, não permeiam, anseiam o céu, deveriam ter, um acesso a nossa
maior e preciosa intimidade e pertencer assim ao nosso  ser, por que a mesma bíblia diz que, “Os
dois serão uma só carne...” Digo, isso, por que, não creio que Deus queira e que, deve haver na
escolha do cristão evangélico centrado que, alguém possa namorar por nada! Sem ambições,
propósitos de manter, criar e cuidar de uma família, apartir da pessoa com quem lida e se relaciona.
Logo, essa e esses, criam relações baseadas em motivos mais, coloquiais, para não dizer, vulgares e
ou, prolixos. Isso não é de se espantar que, em nosso meio ouça de pessoas assim, isso disse o
Apóstolo Paulo em Coríntios...  Isso para entender aonde chega o desamor! Não nos esqueçamos de
que, somos passíveis de erro, somos seres que, querendo acertar, caímos, nos equivocamos,
magoamos e isso, não é de fato, algo que, alguém esteja premeditando... Não é disso que estou
falando. Estou falando de gente sem apreço, sem cuidado ou zêlo por quem esta se relacionando.
Isso se aplica aos que consomem conselho de ímpio e ou, constituem os próprios conselheiros da
maldade. Poderia afirmar coisas ainda mais fortes, mas, não aprecio o momento. Antes, afirmo que
o mundo não e a vida não é palco necessariamente, onde tudo que queremos possa ser conforme
pensamos, por isso, devamos ter sempre a ótica de perceber a fraqueza alheia, entender o momento
onde o desencontro e o afastar ainda possam ser uma escolha, como no caso dos pré-nupciais.
 
  Então, onde ficam os princípios da Palavra de Deus; por que sofrem alguns com tantos
desencontros? Claro está que, há as divergências sociais, espirituais e no meio disso, as nossas
escolhas sem essa direção divina. Isso é o que quero entrar a dizer-lhe, meu leitor e leitora.
 
  Muita gente, inclusive eu, já fez escolhas baseadas em questões pormenores e, esquece-se que há
todo um caminhar juntos e partilhar que, quando há alicerces de caráter, equilíbrio espiritual e
psíquico pode sim, junto à oração, conversa franca e cumplicidade, encontrar a sua cara-metade.
Não esqueçamos de que, a vida e o unir de duas pessoas num projeto de Deus, em família é acima
de tudo, por favor, se de tudo você até aqui não entendeu... Perceba, entenda, assuma a sobriedade
de que, NÃO É FACIL, um relacionamento a dois, porém, em Deus a POSSIBILIDADE se abre de modo,
agradável e sempre, com Ele a direcionar os envolvidos em questão. Mas saiba que, será um
caminho de sucesso se houver, persistência, fé e amor. E agora eu afirmo amor na forma da escolha
sacrificar a sua “pseudo-liberdade” em favor de estar com a pessoa amada. Eu acredito nisso e por
isso dou a minha vida, ainda que no passado, em tempos indiferentes, fomos caracterizados pela
perda, pelo fracasso, pela dor e mesmo pela traição.
 Gosto de crer que sempre haverá um sorriso pra aqueles que esperam em Deus, um sorriso de amor,
de quem realmente fará a escolha por habitar em tua presença, com graça, reflexão e partilhar de
todas as coisas de casal, não apenas as coisas boas, mas as decepções, frustações, as escolhas, os
sonhos... Hoje aqui, conversando contigo através desse texto, percebi o quanto somos limitados e, é
isso exatamente que fará a nossa escolha com alguém a existência a dois, ser o espaço, o lugar a
geografia de habitar junto! Isso é como o Evangelho de João nos afirma, “...Habitou entre nós!” Isso
falando de Jesus que, escolher, “tabernacular, habitar, morar”, conosco, e assim é o propósito do
casamento de Deus para cada homem e mulher. Sermos a morada da graça, habitando um com o
outro em cumplicidade, graça e perdão! Gente, ainda há, a semelhança de como Deus falou com o
profeta que se escondeu, pensando em que seria morto por que, só ele havia naquela época de
testemunha... Mas, Deus lhe respondeu- “Ainda há milhares de profetas que não se curvaram ao
pensar desse século!” (digo-o com minhas palavras para entender o propósito dessa exposição
textual bíblica). Então, ainda há muito homem e mulher de Deus de caráter, de posição diante de
Deus e que não se dobra à traição, ao divórcio, à mácula do leito, à cuidar do conjugue como se
fosse (e realmente é), sua própria carne, e o apóstolo Paulo chega a afirmar – “Quem é que, trata
mal a sua própria carne?” Bem, meus nobres cavalheiros e lindas damas, acreditem, Deus tem
cuidado de vós! Deus irá fazer um caminho no meio do mar de nossas existências, abrindo-o e
criando portas, meios de viver segundo seus princípios e digo isso, como alguém que vive solteiro,
mas, sei que, Deus esta cuidando de cada um de nós. Estou agora ouvindo Thales Roberto cantando
“A casa do Pai” e posso escutar Deus me e no dizendo em meio às minhas lágrimas e dores que, Ele é
fiel! Que esta nos preparando sim, um “Encontro divino!” E que, Deus é um Deus que, se preocupa
com todas as áreas de nossas vidas! Vamos vencer apesar de tudo e de todos e que, ELE nos
honrará, se Nele perseverarmos! Se alguém errou conosco, deixe um abraço e o perdão, assim como
fomos perdoados, pois quem jamais errou nessa vida que, não precise de perdão, amor e afeto? Eu
sei tanto quanto você que, não é fácil, mas sei que é possível! E ainda que, não haja mantimento no
currais, como em Habacuque... Ele nos ama, em meio a essa canção e digo que, essa saudade de
encontros, de paz, cumplicidade e afeto deve ser o nosso esmero em fazer do encontro com o vosso
par o momento de afirmarmos a nossa fé e agradecer a possibilidade de testemunhar, dar razão à
Deus e que,  Ele sim, esta conosco.
 
Eu sou o Julio Cezar, vulgo, Czar D'alma, teólogo e acima de tudo, servo de Deus e conservo de meus irmãos e, espero
você aqui de volta, por que, ainda não terminamos esse papo do encontro divino!
 Posso contar contigo? Então, faça o login abaixo de deixe seu comentário, participação ou,
querendo me mande um e-mail para: poetaczar@gmail.com
 Sou apenas um homem comum, na incomum igreja do Deus vivo! Salvo pela graça e aceito pela fé, apesar de mim mesmo, Ele me amou!
 Até mais!
Paz e fé!

Carpe diem & Soli Deo Gloria.
 
 
Czar D'alma - Poeta
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário